Nutrição Desportiva

Importância de uma alimentação adequada no desporto

 

Atrasar a sensação de fadiga, evitar a perda de qualidades técnicas e físicas durante treinos e jogos, tirar o máximo proveito das adaptações ao treino, prevenir lesões e doenças e obter uma composição corporal ideal, são aspectos demasiado importantes para serem ignorados pelo atleta em competição. É amplamente aceite que uma selecção apropriada de alimentos e líquidos, quanto à composição nutricional, quantidade e momentos de ingestão, influencia o seu estado de saúde e performance desportiva.
Além dos limites impostos pela herança genética e das melhorias obtidas pelo treino, nenhum outro factor desempenha um papel tão importante no rendimento desportivo como a alimentação. Uma boa nutrição não garantirá, por si só, o sucesso atlético, mas, na sua ausência, o atleta não expressará o seu potencial máximo. Estudos demonstram que uma nutrição optimizada promove melhores adaptações ao estímulo do treino, diminui o risco de lesão ou de doença, ao manter a função imunológica, ajuda a obter um peso e composição corporal adequados, preservando as massas muscular e óssea, modula a disponibilidade de substratos energéticos e contribui para uma melhor recuperação após o exercício.
No que concerne ao jovem atleta, este retira da prática desportiva inúmeros benefícios nos planos fisiológico, psicológico e social. No entanto, caso não exista uma combinação ideal entre intensidade do exercício e ingestão de energia e nutrientes, o treino intenso pode ter um impacto negativo no crescimento natural do atleta.
Cientificamente demonstrados os benefícios de uma alimentação adequada na protecção da saúde e aumento do rendimento desportivo em qualquer faixa etária, o atleta não deve efectuar as suas escolhas alimentares em função do acaso, mas sim em função das suas necessidades nutricionais.
“Os atletas não planeiam falhar, falham ao planear”. Staci Wilson
 
Dr. Rui Hernâni Gomes
Nutricionista